Sobre

Como Comecei a Fazer Terapias

Por que me tornei terapeuta?

 

Desde os 14 anos de idade sempre pratiquei esportes.
Kung fu, Muay Thai, ciclismo, musculação. Só que em 2010 fui diagnosticado com fibromialgia crônica. Essa síndrome fez com que eu ficasse preso a uma cama por quase dois anos.
Cheguei a tomar 14 comprimidos por dia, entre antidepressivos, relaxantes musculares, corticoides e ate morfina.
Nada disso me ajudou a ter qualidade de vida.
Vivia como um vegetal. É assim que me sentia.

Um dia me apresentaram uns profissionais de medicina oriental que atendiam na cidade de São Paulo.
Eu não acreditava muito nesse tipo de tratamento, mas eu já havia tentado de tudo, então decidi arriscar.

Foi aí que comecei a fazer o tratamento com técnicas orientais e percebi as melhoras já nas primeiras sessões.

Com o tempo, fui deixando de tomar os remédios e voltei as atividades do dia a dia.

Eu queria entender porque esse tratamento natural fazia um efeito tão positivo. Fui aí que entrei para o curso de Reflexologia. Em seguida, fiz o curso de Quiropraxia, depois o de Ventosaterapia.
Gostei tanto, que ingressei na formação profissional de Acupuntura pela Faculdade Einstein, em conjunto com a Ceico e me formei com reconhecimento pelo MEC.

Desde então, dedico meu tempo a melhorar a qualidade de vida de pessoas que passam pelas mesmas dores e ansiedades que eu passei por tanto tempo.